Como Divertida Mente 2 nos ensina a ajudar os animais

Como anda os seus Divertida mente por aí? Sim, já começamos julho desse jeito!

Eu acredito que todo mundo já assistiu pelo menos ao filme Divertida Mente 1, certo? Mas caso você nem saiba sobre o que eu estou falando, aqui vai um breve resumo: O filme nos apresenta uma jornada muito interessante pelos sentimentos que habitam a mente da menina Riley. O primeiro filme aborda sentimentos como raiva, tristeza, nojo, medo e alegria. Em Divertida Mente 2, somos apresentados a novos sentimentos: ansiedade, vergonha, inveja e tédio. 

Mas por quê eu estou falando sobre sentimentos aqui? Bem, esses sentimentos, que todos nós vivenciamos, também podem influenciar nossa relação com a causa da proteção animal. 

Todos esses sentimentos fazem parte de quem somos, até os que não gostamos como a raiva. De todo modo, podemos explorar como transformar esses sentimentos em ações positivas para fazer a diferença na vida dos animais.

Foto: divulgação/pixar

Ansiedade: Transforme preocupação em ajuda à causa animal

É natural sentir ansiedade ao pensar na grande quantidade de animais que precisam de ajuda. Só aqui no Amigo Não se Compra, contamos com mais de 60 mil animais cadastrados! No entanto, podemos canalizar essa ansiedade em ações concretas.

Por exemplo: você pode ser um voluntário em abrigos, apoiar um protetor doando alimentos, jornais e outros itens, pode levar um cachorrinho para passear, participar de campanhas de adoção, apoiar o Amigo Não se Compra com uma doação recorrente ou mesmo compartilhar bichinhos disponíveis para adoção. Essas são apenas algumas formas de transformar a preocupação que gera ansiedade em soluções para um problema, que é o número de animais sem lar.  

Vergonha: Supere barreiras pessoais

Às vezes, podemos sentir vergonha por pensar que não fazemos o suficiente pela causa animal. É importante lembrar que cada pequeno passo conta e que nunca é tarde para começar a fazer a diferença. Em vez de permitir que a vergonha nos paralise, podemos usá-la como motivação para educar a nós mesmos e aos outros sobre a importância da adoção e do cuidado responsável com animais.

Inveja: Inspire-se em boas ações

A inveja é um sentimento muito difícil de ser admitido, pois ele vem carregado de pré-conceitos, mas faz parte dos nossos Divertida Mente, quer dizer, nossos sentimentos humanos e podemos, ou melhor, devemos trabalhar esse sentimento da melhor maneira possível.

É possível sentir inveja quando vemos outras pessoas fazendo grandes contribuições, seja financeira ou de mão de obra mesmo, para a causa animal e sentimos que não estamos fazendo o suficiente. Em vez de nos sentirmos desencorajados, podemos usar essa inveja como inspiração. Aprenda com as boas ações dos outros, participe de iniciativas comunitárias e descubra maneiras únicas de contribuir com suas habilidades, conhecimentos e recursos. Faça algo que você gosta e faz bem e veja a mágica acontecer. Xô, inveja! Bem-vinda realização pessoal!

Tédio: Encontrando propósito na vida

O tédio pode nos fazer sentir desmotivados. No entanto, ao adotarmos um cachorrinho, por exemplo, precisamos sair para pequenas caminhadas com eles. Todos sabemos que  caminhar nos ajuda na produção de endorfina, o que nos causa uma deliciosa sensação de bem-estar. Ao adotar um gato, você não será estimulado a sair, mas terá de brincar de várias coisas com eles dentro de casa mesmo. Essas brincadeiras também elevam o humor. Envolver-se na causa animal pode trazer um novo propósito e energia para nossas vidas. 

O filme Divertida Mente 2 nos lembra que todos os sentimentos têm um papel importante em nossas vidas. Da mesma forma, podemos usar nossos sentimentos para moldar ações que beneficiem a causa da proteção animal. 

Assim como Riley aprende a lidar com seus sentimentos no filme, nós também podemos aprender a canalizar Ansiedade, Vergonha, Inveja e Tédio em atitudes que beneficiem os animais. Ao transformar esses sentimentos em ações positivas, podemos criar um impacto significativo na vida de cachorros e gatos que esperam por um lar repleto de amor e cuidados. Lembre-se: cada gesto conta e juntos podemos fazer a diferença.

Agora me conta nos comentários, você já tinha pensando em ressignificar esses sentimentos através da causa animal?

Até a próxima!

Leave a Reply